quarta-feira, 21 de setembro de 2016

Quando eu era pequeno,
e as árvores de natal, altas
costumávamos nos amar,
enquanto os outros apenas brincavam..

Não me pergunte como, mas o tempo nos passou
Outro alguém, para longe se mudou...

Agora somos grandes, e as árvores de natal, pequenas
E você já não se importa com a hora do dia
Mas eu e você: nosso amor nunca morrerá
Mas acho que choraremos ao chegar Primeiro de Maio...

As árvores de maçã que cresceram conosco,
eu vi suas maçãs caírem, uma a uma
eu me recordo do momento de cada uma delas
como do dia em que beijei seu rosto... e você partiu...