segunda-feira, 3 de maio de 2010

Onde

A vida segue seu rumo, e eu aqui
Vou ficando no caminho, relembrando
E as contas dos meus dias repassando
As aventuras e tristezas que vivi

Nada mais me espera adiante, logo ali
Onde seguem os pequeninos brincando
Onde seguem os amores se amarrando
Tantas coisas recorrentes que eu vi

Seguirá minha semente, mas eu não
Seja guerra, seja paz, seja paixão
Considero meu caminho terminado

Cada homem deixa um nome edificado
Pelo que será - ou não - jamais lembrado
Mas de mim, que se lembre o coração.

Nenhum comentário: