sexta-feira, 28 de maio de 2010

Arena Palestra Itália!!



Que queíííííísssso geeeeeentee... é a Magnífica Academia arrebentando a boca do balão MAIS UMA VEZ!!

quarta-feira, 26 de maio de 2010

sexta-feira, 21 de maio de 2010

Absurdo

- Alô?
- Alô, Roberto?
- Sim, quem está falando?
- Aqui é o Maurício... tudo bem Roberto?
- Ô rapaz.. tudo bem.. e aí, como é que você está bixo?
- Ai Roberto, eu queria estar melhor, sabe...
- Poxa, Maurício, o que que foi cara, tá tudo bem?
- Ah, eu tô ligando para desabafar, bixo, só pra conversar com um amigo como você, de tanto tempo...
- Ah, Maurício, você sabe que eu sou seu amigo mesmo, né... mas conta aí.. o que é que foi contigo homem?
- Roberto, é poblema em casa, família, mulher, filho.. sabe como são essas coisas íntimas, não dá pra abrir para qualquer um.
- Entendo...

- A Rita, Roberto... a mulher está estranha ultimamente. Tá com umas neuras, umas idéias idiotas..
- Como assim? O que foi com ela, Maurício?
- Ela veio com uma história de fidelidade... meteu na cabeça que quer ser fiel agora. Você acha que pode isso? Resolveu de uma hora pra outra! Não recebe mais o amante, não flerta mais na internet... Nem fingir que vai fazer viagem de um dia pro outro ela quer mais!... E agora tá querendo que eu faça o mesmo!... Tá entendendo, Roberto? Mas isso não é tudo!
- Tem mais ??

- Se tem!.. O Mauricinho, nosso filho, também está estranho... Parou de socar os amigos na escola, parou de fumar maconha no quarto... nem ouvindo música no 12 lá no condomínio ele tá ouvindo mais!...
- Rapaz do céu... há quanto tempo isso tá acontecendo?
- Sei lá.. tem sido gradual ao longo dos últimos meses... mas agora tá apertando. MAs eu só percebi mesmo foi quando ele não quis dirigir carro pra balada só porque tem 15 anos...
- Puxa vida, Maurício...
- Pois é Roberto. Eu tô ficando desesperado... mas ainda não é tudo!
- Ah, tá de brincadeira comigo! Tem mais?

- Sim... é que eu acho que estou me contaminando. Estou ficando deprimido com isso tudo.... Estou perdendo a vontade das coisas...
- Como assim?
- Ah... a a gente vai vendo as coisas acontecendo e vai perdendo a vontade de tudo, sabe cara, de tudo!... Bate aquele desânimo... tô pensando aqui comigo... não vale mais a pena. As coisas de valor, as virtudes que a gente conquista vida afora, nada disso vale a pena...
- Não fala assim, Maurício... vale a pena sim, poxa... força irmão...
- Para você ver como eu tô me contaminando, Roberto: andei pensando em parar de desfalcar a minha firma!... Vê se pode!?
- Nossa, bixo... até você?!
- Pois é... eu ando assim, olha só: essa semana eu fiz a minha declaração de IR e quase que eu declarei o apartamento... eu quase declarei a venda daquelas ações!!!... Cara, eu comprei aquele terreno na praia e coloquei em meu próprio nome! E depois disso, teve aquela licitação que você sabe... eu nem senti vontade de combinar o preço com o cara do setor de compras!...
- Caraca!!...
- Eu vi uma vaga de idoso no shopping ontem a noite e não usei, quando eu me dei conta, passei reto! Não senti vontade de cantar a secretária nova!
- Maurício...
- Eu ando parando em sinal vermelho, Maurício! Eu liguei para a casa dos meus pais só pra saber como eles estão!!!...
- Maurícioooo!!...
- Eu atualizei minha carteira de motorista, Roberto!!! Eu dei aumento para a equipe todaaa!!!!
- MAURÍCIOOOOOO!!!! É demais pra mim, cara!!! Depois a gente se fala!!!
- Robertoooo!!! EU NÃO SEI O QUE TÁ ACONTECENDO !! ME AJUDA ROBERTOOOOO!!!!!!

> tuuuu... tuuuu... tuuuu... tuuuu...

- Roberto? Roberto????

...

Filho da mãe.... desligou!....

terça-feira, 11 de maio de 2010

Nós no universo

Imagina... você em um avião a 900km/hora.. levar 1.100 anos para dar uma volta inteira em seu planeta?!

Pois esse é o tamanho da maior estrela conhecida pelo homem... CY CANIS MAJORIS.

Portanto não: você NÃO é o centro do universo.

segunda-feira, 3 de maio de 2010

Onde

A vida segue seu rumo, e eu aqui
Vou ficando no caminho, relembrando
E as contas dos meus dias repassando
As aventuras e tristezas que vivi

Nada mais me espera adiante, logo ali
Onde seguem os pequeninos brincando
Onde seguem os amores se amarrando
Tantas coisas recorrentes que eu vi

Seguirá minha semente, mas eu não
Seja guerra, seja paz, seja paixão
Considero meu caminho terminado

Cada homem deixa um nome edificado
Pelo que será - ou não - jamais lembrado
Mas de mim, que se lembre o coração.