sexta-feira, 19 de setembro de 2008

Ação e consequência

Tem algo esquisito na exuberância.

Há uma grave crise econômica em andamento, quebrando fundos de investimento, economias de famílias inteiras, empresas de todos os níveis, instituições financeiras centenárias e até mesmo governos.

O problema está acontecendo no coração do capitalismo: o império financeiro chamado Estados Unidos da América. E a coisa toda é grave, de verdade mesmo.

E aconteceu por quê? Trocando em miúdos, as gigantes instituições de financiamento precisavam de novas frentes de investimentos e novas fórmulas para acelerar seus lucros. Líderes de mente poderosa e irresponsabilidade idem, descobriram formas novas de financiamento imobiliário, com pouca ou quase nenhuma garantia, para todo tipo de clientes, mesmo aqueles com histórico de inadimplência.

OBS - Oferece um picolé para uma pessoa que não pode (não quer dizer que não quer) pagar depois, e ele dificilmente vai recusar. Só que não vai pagar, é óbvio. Antes de oferecer, você já sabia.

E por que esses caras criaram isso? Porque seus balanços precisavam dar saltos exponenciais. (Vencedor, no mundo corporativo do dinheiro grosso, é isso). E de fato, seus balanços deram realmente saltos exponenciais! Segue-se que, como todo o sistema é baseado em bônus, premiações por resultado, esses grandes gênios da economia embolsaram cada um deles, devidamente, a parte que lhes cabia. E ficaram ainda mais milionários.

Só que os balanços começaram a fazer água em poucos meses, ao longo de 2 ou 3 anos aproximadamente, quando o primeiro dominó de toda essa grande brincadeira de montar caiu. Em 2006 sentiram cheio de queimado. Em 2007 começaram a ver fumaça saindo pelos cantos. Em 2008 todo o edifício pegou fogo. E salve-se quem puder.

E agora? O mundo inteiro está em crise. E adivinha quem vai pagar o prejuízo? Adivinha? Dá vontade de rir.. mas lá - como aqui - quem paga é o contribuinte. Pois quem está socorrendo as gigantes do investimento americano e, ninguém mais , ninguém menos, que o governo!

Me parece que dois grandes problemas provocaram todo esse mar de prejuízo que literalmente fez desaparecer várias empresas mundo afora, em especial nos próprios EUA: 1 - o exagero, a exuberância, o ganhar e ganhar, a qualquer custo e; 2 - a falta de fiscalização, controle, regulação - pois tudo isso poderia ter sido previnido quando o próprio plano foi elaborado (mas as autoridades monetárias ficaram babando vendo a coisa toda acontecer).

Por isso desconfie de quem chegar a você com idéias fantásticas para ganhar dinheiro rápido de maneira mirabolante. Desconfie, gente. Daqueles que vêm até você cheios de argumentos, mostrando números incríveis, resultados para lá de empolgantes. Daquela gente que, antes sequer de lhe apresentar o negócio em si, apelam para sua capacidade de acreditar no impossível, enxergar o invisível, visualizar todos os seus sonhos realizados. Daquela gente que vêm para oferecer a você a mesma chance que tiveram, que trazem até você uma perspectiva nova para ganhar rios de dinheiro, só porque acham você uma pessoa bacana demais e querem que você tenha a mesma prosperidade.

Altruísmo puro!...

Nenhum comentário: