quarta-feira, 18 de junho de 2008

Acredite no impossíveu


http://www.nataliedee.com/060308/sure-why-not.jpg

Observando a figura do polvo marinho eu passo a enxergar que o inviável, o improvável, e eventualmente até mesmo o absurdo, podem não ser o fim do mundo - o que de uma certa forma me alegra, pois afinal volta e meia minha vida anda às voltas com as coisas supra citadas.

Eu tenho uma (enorme) certa dificuldade em acreditar no impossível, mas analisa comigo o bixo, que é totalmente inviável mas funciona que é uma beleza:

Se alimenta por onde deveria ser a saída. Não tem patas: tem oito rabos. Essas coisas compridas, chamadas de tentáculos, se mexem e possuem uns negócios com sucção, mais ou menos como aquela saboneteira que sua mãe comprou no mercadinho aquela vez e que nunca parava pregada na parede do banheiro. (Aliás, isso até desperta minha curiosidade: será que um polvo pararia grudado numa parede lisa?)...

Ele tem problemas com mobilidade, obviamente. Sua rotina se resume em obter comida para permanecer vivo. Para namorar, deve ser uma mão de obra danada. E tanta coisa mais.

Bom, esses eu cito como alguns pontos negativos. Mas olha só o que acontece com o bixo:

Se um desses tentáculos se rompe por alguma razão, outro tentáculo renasce em seu lugar (Só não tenho certeza se outro polvo nasce a partir do tentáculo rompido, podemos ver isso depois). Ou seja, o bixo se regenera completamente.

Além disso, ele se camufla, mudando de cor em fração de segundos, eventualmente passando despercebido de seus predadores (aqueles que querem comê-lo). Sim, porque não é por causa desse colorido todo que qualquer um pode chegar junto assim. Como ouvi por aí certo dia, o trem é bagunçado mas tem gerência!

A propósito, sobre o tamanho do polvo, esqueça o que você viu nos Piratas do Caribe, ok? O Kraken está para um polvo como a primeira divisão está para o Curinthians. Portanto, pula essa.

Tem mais: é o bixo mais inteligente do mundo, seguido de perto pelos golfinhos, macacos e, um pouco mais atrás, os homens humanos. Tem uma porção de vídeos no Youtube (como esse aqui) mostrando polvos resolvendo problemas, se adaptando ao ambiente e superando obstáculos para ter acesso a comida, por exemplo. Eu soube que em 1927 um polvo chegou às semifinais de um campeonato de xadrez. Sim, eles são inteligentes, e tem memória. (Eu sou inteligente, mas a memória vou ficar devendo).

Agora que você já sabe tudo sobre o polvo, relaxe e acredite no impossível.

Aqui foi o mestre Iokiko mais uma vez contribuindo para o crescimento da humanidade, de várias formas possíveis.

Aguarde nossa próxima análise, sobre a girafa.

Nenhum comentário: