terça-feira, 20 de maio de 2008

Mundo estranho

Tô achando o mundo muito estranho. Tem coisas muito esquisitas acontecendo que antes eram pontuais, a gente mal ouvia falar, e que passaram a se tornar corriqueiras, de tal forma que mal começo a me acostumar com elas.

Antigamente se contava uma história macabra, um crime, ou algo inusitado, e no final a gente perguntava: "Onde foi isso?!" e a pessoa respondia: "Ah, sei lá... não sei direito se foi na Europa ou em São Paulo!".

Mas agora a coisa tá diferente... como explicar crimes horríveis acontecendo praticamente diariamente? Não sei explicar direito o porquê, se é a autoridade que já não é mais a mesma, a certeza de impunidade, o embrutecimento das pessoas, a diminuição da valorização da vida... não sei o que é... só sei que eu fico preocupado por mim, pelas pessoas que amo e por todos, enfim, que não têm nada a ver com a paçoca.

E o pior é que o cidadão de bem não tem nem como se defender. Se entrar um maldito ladrão em sua casa e você, cidadão, lhe der um merecido balaço nas idéias, com certeza será preso por homicídio! Ou seja, o camarada entra na tua casa, e sabe-se lá do que ele é capaz: roubo, violência, estupro, assassinato... ou seja, tá valendo tudo! Mas vai tentar se defender e pronto... quem tá na roça é você.

Sei que devem haver mecanismos atenuantes (como diriam os juristas), por exemplo "defesa pessoal", mas... vai pra cadeia do mesmo jeito.

Nenhum comentário: