quinta-feira, 21 de fevereiro de 2008

Eu acredito no amor

Acredito ensse sentimento inexplicável chamado amor
Acredito que eu algum lugar escondido dentro do coração de alguém
Está a flor que irá desabrochar
Acredito que estarei lá no momento certo
Acredito que verei ainda com esses olhos a chama que consome
A chama eterna que não consome as lágrimas
Porque são lágrimas de felicidade

Acredito que terei o contato da pele, do cheiro, da cor
Do jeito de olhar e de acariciar
Daquele amor que nasceu e foi colocado neste mundo para uma missão
A missão de completar a minha missão
A missão de fazer de dois
Um único ser

Eu acredito nessa idéia absurda
Tão esquecida, tão cafona, tão antiquada para alguns
E tão desejada, almejada, sonhada por muitos

Eu acredito, sinceramente, do fundo do meu coração
Acredito no amor.


Nenhum comentário: