quarta-feira, 6 de junho de 2007

Derrotas

É assentados no solo frio da derrota, às vezes esgotados pela batalha, que os guerreiros se sentem os seres mais desafortunados.

Todos os guerreiros têm medo da derrota. Todos eles têm medo da morte. Todos têm medo do que vem depois.

E todos os guerreiros, quando derrotados, vislumbram esse momento de solidão, tristeza e dor interior.

Alguns guerreiros ficarão presos nesse momento moral pelo resto de suas vidas. Permanecerão assentados ali contemplando os vencedores e lamentando sua pouca força, sua pouca sorte, ou sua pouca fé.

Mas para outros guerreiros, entretanto, esse momento irá durar somente o tempo suficiente para a lição ser assimilada. Para saberem que a derrota faz parte da batalha. E para saber que vencedor é o guerreiro que luta com sua alma, com seu corpo, e com seu espírito.

Eu suspiro em meu coração, que você seja um guerreiro como este último.

Anseios

Me olhou e acenou
de longe, a beira da praia
de onde meus olhos não alcançam
acenou à minh'alma.

Não escrevo para redenção
Escrevo porque quero.

Se entristeceu e disse adeus
ao que foi e nunca foi
e disse adeus a mim
e até nunca mais, assim.

Não escrevo para redenção
Escrevo porque não espero.

terça-feira, 5 de junho de 2007

Nada a ver

Tenho um cliente que me deve algumas mensalidades. Há algum tempo eu não ouvia nada muito inusitado - pois já ouvi coisas estranhas, absurdas e cômicas durante esses 15 anos em que trabalho no ramo.

Mas esse cliente inadimplente me falou uma hoje que colocou em dia minha agenda de coisas inusitadas algo de totalmente novo. Segue o diálogo:

(Cliente) - Oi, boa tarde..

(Nós) - Sim, boa tarde, pois não?

(Cliente) - Pois é peixe... A impressão da Nota Fiscal aqui está saindo meio desconfigurada... precisa entrar aí por fora e acertar aqui pra gente, peixe.

(Nós) - Certo, faremos o mais rápido possível, mas antes me diga... Vocês ainda não retornaram nossa comunicação sobre as mensalidades em atraso.

(Cliente) - Não.. eu sei , peixe. Já foi passado para o gerente...

(Nós) - Pois é Senhor, estamos impossibilitados de continuar oferencendo a vocês o serviço sem a contrapartida do pagamento, pois são muitas parcelas em atraso e mesmo com inadimplência continuávamos atendendo, compreende?...

(Cliente) - Ei, peraí... Eu preciso do sistema... Uma coisa não tem nada a ver com a outra!...


UMA COISA NÃO TEM NADA A VER COM A OUTRA

Ao ouvir isso eu descobri a fórmula para a solução dos problemas financeiros do mundo inteiro. Foi um tipo de... luz... sei lá!

O cliente vai ao médico precisando ser operado. O médico o opera, mas ele não paga, pois uma coisa não tem nada a ver com a outra. Mas o médico não fica magoado, pois ele sabe que tudo o que ele precisa para viver ele tem a disposição, a casa que ele (não) paga aluguel, a comida que ele pega no mercado (sem pagar, claro), o conserto do carro na oficina, etc...

Outro homem entra no mercado, enche o carrinho e sai sem pagar. Pagar por quê? Uma coisa não tem nada a ver com a outra! E assim por diante... Advogados, cabeleireiros, motoristas, vendedores e toda categoria de profissionais do mundo inteiro. Quem precisa de dinheiro? Quem? Ninguém!

Agora saia, compre, use, qualquer coisa que quiser. Nada tem custo - o custo das coisas e serviços é apenas virtual. E fique a vontade, porque você faz: mas farão com você também. Portanto lembre-se de manter sua empresa, cargo ou função funcionando: nada de ficar em casa de papo para o ar, pois você tem muitos clientes para atender, ok?