quarta-feira, 23 de maio de 2007

Dizem que um programa de computador tem que funcionar sempre, ou falhar sempre, pois obedece sempre à mesma lógica. Hoje eu acredito nisso em parte, depois de ter apanhado - e muito - de um sistema baseado nuam idéia relativamente simples, que roda na web.

Um funcionamento de um programa de computador realmente obedece a uma lógica. Mas as variantes que compõem essa lógica podem ser muitas: da plataforma ao web server, da concorrência no banco de dados à largura de banda disponível, dos componentes usados aos objetos, do objetivo à técnica... é tanta variável que a lógica senta no meio fio, do lado do programador, e fica esperando para ver no que vai dar. No final das contas vira tudo um samba do criolo doido. Você desenvolve o aplicativo e sabe que tecnicamente ele tem que funcionar. E fica com os dedos cruzados, torcendo para que nenhuma outra variável interfira em seu funcionamento.

Mas hoje é um dia vitorioso para mim. Um dia em que eu passei a respirar mais aliviado. Hoje é o primeiro dia em que não preciso me debruçar sobre um sistema que me ocupou o pensamento e as ações nas últimas semanas... um sistema web que me consumiu horas de muito estudo em função de comportamentos estranhos na relação de algumas variáveis citadas acima.

Consegui fazer o bicho funcionar ontem. Agora espero que o treco me dê o tão sonhado e merecido dinheirinho.

quarta-feira, 16 de maio de 2007

Um pé de cada vez

Somos todos crianças enquanto não morremos.

Podemos aprender em cada minuto de vida e de fôlego que temos, enquanto tem sangue correndo nas veias. E é possível aprender desde coisas pequenas até coisas grandes, mesmo se você tiver mais de 100 anos.

Aprenda com as decepções, elas são o melhor caminho para profundas transformações interiores.

Aprenda com o medo, ele te protege em algumas coisas, só não deixe ele dominar você.

Aprenda com os velhos, quase tudo o que vc viveu e o que ainda vai viver, eles já viveram.

Aprenda com as criancinhas, porque inocência, alegria e pureza são coisas fáceis de se perder com o tempo.

Aprenda com os amigos. São crianças como você e podem dar um sentido inestimável à sua vida.

Enfim, aprenda.

quarta-feira, 9 de maio de 2007

O espelho

Foi por querer o sonho, e desejar o pleno
dos sentimentos, o mais nobre e denso
aquele vívido calor de amor intenso
ao mesmo tempo meigo, doce, suave, sereno

Foi por sonhar com o belo som, ameno
Como o pousar da tarde no campo, eu penso
que foi por querer sentir o tão imenso
dos sentimentos, sorver todo o veneno

Que me abri sem medo aos julgamentos
E que me expús aos castigos lentos
dos detentores do dom de condenar

E me fiz vil, fascínora e asco
Ante os que se fazem juiz e carrasco
Mas que não têm o sonho de voar.