quarta-feira, 21 de março de 2007

Eu fico pensando... a grande engrenagem que move o mundo é o amor. A gente faz tudo o que faz por um amor. Qualquer pessoa aí, pela rua... todos esperam, desejam que um grande amor lhes arrebate.

Muitos se frustram nessa busca. Muitos se precipitam também. Mas quem sou eu para julgar? Afinal também quero ser feliz, quero amar e ser amado.

Mas aprendi na vida a desfrutar cada dia com o que eu tenho, com os instrumentos e as possibilidades, as oportunidades e também as limitações. Isos se chama "viver o agora". A única certeza que a gente tem na vida é de não somos eternos. Logo, não vou deixar para o amanhã o que eu posso fazer hoje.

Ser feliz parece ter se tornado uma obsessão para a maioria... Tenho uma impressão de que tem algo errado com isso. Tenho a impressão de que querer ser feliz não é bem o problema.. o problema é o conceito que cada um faz de "felicidade".

Por muitos anos eu endeusei a felicidade, tornei-a tão elevada e tão sublime que deixei ela muito longe de mim, como um sonho praticamente inalcançável. Agora eu vejo que a felicidade é uma coisinha simples que está disponível bem dentro da gente e que pode ser ativada a todo instante. Por todas aquelas pequenas coisas legais do cotidiano, algumas de um pouco maior porte, como... uma pessoa que você ame do seu lado.. um trabalho que vc goste... saúde...

Com base nisso digo que sou feliz. Você é feliz?

Nenhum comentário: