domingo, 18 de fevereiro de 2007

Solidão

A solidão
é o brinquedo sem criança
o barco sem oceano
a cadeira vazia.

A solidão é uma flor sem jardim
um peixe sem rio
um vestido novo e bonito
que ninguém usará
colocado sobre o sofá
onde ninguém sentará.

A solidão é o frio do topo
da montanha mais alta
que tem o mundo inteiro aos seus pés
e mesmo assim distante.

A solidão é o medo do escuro
medo do velho
medo do claro
e o medo do novo.

A solidão é o grito
emitido no vácuo
ninguém ouve
ninguém responde
ninguém socorre.

A solidão é a tortura
que nao deixa marca
freia o sorriso
nubla o céu
enfeia o sol.

Um comentário:

solange disse...

Muito linda essa poesia, perfeita!!!
Nao tenho palavras, pois seria poucas a que existem no dicionario para dizer sobre ele!!!!!