domingo, 26 de novembro de 2006

Por querer

Sandro

Eu te amei, te amo e te amarei
Te amo tanto e muito mais que a mim
Te amo tanto que não digo sim
Te amo tanto que já nem mais sei

Te amo tanto que escolherei
Voar nas asas de um querubim
Voar para muito longe, e assim
teu triste pranto não prolongarei

Te amo tanto que prefiro ser
O homem feio que agora faz sofrer
Do que o que te fere a cada dia

Te amo e sei que me amaria
Seu tu soubesses que esta alma fria
É a mesma alma que ama você.

Um comentário:

solange disse...

Fala serio!!!! tem coisa mais linda que isso!!¿¿¿um ser masculino com uma senbilidade como essa??naoo...perfeito!!! parabens!!! meu grande amigo!! e um prazer ter amigos assim como vc!!!!!