domingo, 10 de setembro de 2006

um pouco de Quintana

Para mim o maior dos maiores, dos poetas brasileiros, de todos os tempos.

Poeminho do contra
Todos estes que aí estão
Atravancando o meu caminho,
Eles passarão.
Eu passarinho!

Bilhete
Se tu me amas,
ama-me baixinho.
Não o grites de cima dos telhados,
deixa em paz os passarinhos.
Deixa em paz a mim!
Se me queres,
enfim,
.....tem de ser bem devagarinho,
.....amada,
.....que a vida é breve,
.....e o amor
.....mais breve ainda.

O amor
O amor é quando a gente mora um no outro.


Nenhum comentário: