terça-feira, 12 de setembro de 2006

Tempo

Eclesiaste 3:1-8
Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo propósito debaixo do céu:
há tempo de nascer e tempo de morrer;
tempo de plantar e tempo de arrancar o que se plantou;
tempo de matar e tempo de curar;
tempo de derribar e tempo de edificar;
tempo de chorar e tempo de rir;
tempo de prantear e tempo de saltar de alegria;
tempo de espalhar pedras e tempo de ajuntar pedras;
tempo de abraçar e tempo de afastar-se de abraçar;
tempo de buscar e tempo de perder;
tempo de guardar e tempo de deitar fora;
tempo de rasgar e tempo de coser;
tempo de estar calado e tempo de falar;
tempo de amar e tempo de aborrecer;
tempo de guerra e tempo de paz.

Acho que a passagem acima foi escrita com o propósito de mostrar pra gente que, memo que a gente lute contra tudo e contra todos, muita coisa vai acontecer na nossa vida independente do nosso controle. Tudo na vida tem seu tempo, afinal.

Você pode colaborar muito consigo mesmo, com as escolhas que faz nesse intervalo de tempo entre os dois extremos mais radicais da passagem acima: o nascimento e a morte.

Plantar, colher, matar, curar, derrubar, edificar, enfim... tudo o mais vem nesse intervalo. E tudo acontece com a gente, independente de querer ou não. Podemos até evitar ou adiar alguns fatos agindo com prudência ou com medo. Ou mesmo provocar alguns fatos agindo com ímpeto ou com coragem...

Que bom que nós temos escolha. A felicidade é o caminho que trilhamos, não um objetivo a ser alcançado. Esqueça, você nunca alcançará esse objetivo. Ele já está contigo. Você já tem o dom de ser feliz.

Você ama? Se não ama, comece a amar. A sua vida é um imã e o amor é um metal. Ele vai ser naturalmente atraído se você estiver imantado. Vai acontecer, e vai ser o melhor pra sua vida. Medo todo mundo tem. O problema é quando o medo ultrapassa o limite da orientação, paralisando a sua vida. Aí deixa de ser um instrumento de proteção para ser uma arma de destruição.

Eu escolho o amor.

Nenhum comentário: