segunda-feira, 18 de setembro de 2006

Pobre Brasil

Não quero Lula, nem quero Alckmin. Ambos representam o que de mais pôdre existe na política brasileira em todos os tempos.

Alckmin tem um grupo maligno por trás, gente que representa o que de pior existe na política brasileira, gente que vendeu quase todo o patrimônio do nosso País por um dinheiro que nunca apareceu. ACM, FHC, Bornhausen, José Virgílio, Antero... aff... que casta...

E o que falar do Lula? Não tem nem como comentar. É um sentimento de decepção muito grande, pois eu votei nele cheio de esperança na primeira vez, crendo que ele seria uma figura que faria dobrar essa elite carniceira que fica com a riqueza toda do País sem pensar em distribuir, em especial essa corja maldita que coordena os bancos no Brasil. Mas o que eu vejo na periferia é a multiplicação da miséria. E em ritmo acelerado.

Mas o Lula prosseguiu sem um projeto de País. Sem um projeto determinado de desenvolvimento, de educação, de pesquisa, de transformação da realidade do noss País. Ele tinha sim um projeto, mas de poder, como agora é conhecido. E vai ganhar de novo.

Mas para quem está acostumado a ver alguns bandidos da pior espécie renunciando e voltando sorrindo... só nos resta nos resignar.

Meus filhos não têm educação decente, saúde decente, polícia decente, serviços públicos decentes, por causa dessa gente bandida. Ô tristeza.

Nenhum comentário: