quarta-feira, 24 de maio de 2006

livros para as multidões

Pretendo repetir e até ampliar o sucesso de "o Código da Vinci". Para isso tenho projetos que estou desengavetando para escrever o meu próximo (e primeiro) livro. Algumas idéias já estão encima da minha mesa. Eis aí algumas delas:

1 - A história de um cidadão brasileiro (claro) que, pilotando seu avião sobre a floresta amazônica, sofre um acidente, tendo que sobreviver a incríveis situações. Durante o desenrolar da trama, vou explorar ao máximo as emoções humanas, expondo seu cerne, enquanto elaboro um crescente de drama e suspense.

2 - A história de um cidadão brasileiro (claro), fotógrafo, que se lança deliberadamente em uma aventura profissional na tentativa de fazer um documentário sobre o conflito mas, inesperadamente, estoura uma guerrilha e ele se vê numa tentativa desesperada de sobreviver. Durante o desenrolar da trama, vou explorar ao máximo as emoções humanas, expondo seu cerne, enquanto elaboro um crescente de drama e suspense.

3 - A história de um soldado brasileiro das forças de paz da ONU num país da África com locais devastados pela miséria e doenças, vivenciando humanidade no meio das tribulações, e aprendendo muito mais do que ensinando. Durante o desenrolar da trama, vou explorar ao máximo as emoções humanas, expondo seu cerne, enquanto elaboro um crescente de drama e suspense.

Beleza.

As idéias anteriores não me pareceram muito boas. Entre elas cito:

1 - A história de uma professora gaúcha que se apaixona por um soldado russo durante uma excursão. O soldado russo segue numa missão no Kursk - que como todo mundo sabe acaba afundando. Mas a idéia afundou.

2 - A história de um contador do jogo do bicho que resolve delatar seu chefe em troca de diminuição da pena. Suas revelações acabam expondo todo um império de influência e poder dentro da estrutura do estado. Mas a idéia parecia óbvia demais, considerando os fatos aqui no Mato Grosso...

3 - A história de um inventor que, ao fazer a descoberta de uma forma de energia capaz de mudar a história do mundo, acaba sequestrado por fanáticos religiosos que têm por objetivo acelerar o fim do mundo. Como eu não quero que o mundo acabe comigo vivo, desisti da idéia.

4 - A história de uma série de pragas provocadas pelo desequilibrio do meio ambiente. A única esperança do mundo seria uma trupe formada por um experiente ex-soldado, um robô obsoleto, uma artista de circo que possui um olho verde e outro azul, e o presidente dos Estados Unidos.

Tenho chance?

Nenhum comentário: